27 de janeiro de 2013

É pouca, mas de boa vontade

[A ver se ela se fica: açorda de ameijoa (do Alvor) com pão velho (de São Marcos) e azeite novo (de Monchique), aquecida ao lume da lenha do campo que vai dar à praia, fiufiu...]

7 comentários:

Sónia Gonçalves Barbosa disse...

E quem dá o que tem a mais não é obrigado, verdade?

Ana Cristina Leonardo disse...

não fico, não. um dia destes, apanho a camioneta e parto para a engorda
:)

fallorca disse...

É verdade, Sónia

E nem tu imaginas Leoparda, o almoço que te enviei por mms e continua em espera.
Mas eu digo: xarrinhos alimados, miúda, xarrinhos e depois fomos à fruta dos avós dos passarinhos mais abaixo

margarete disse...

:|

fallorca disse...

Servida/os? ;)

Miguel F. Silva disse...

espectacular Jorge...

fallorca disse...

Ficamos à espera que vocês venham para provar o «arroz caldoso» da Marina ;)