23 de setembro de 2013

Oremos...

8 comentários:

Claudia Sousa Dias disse...

Pronuncio-me depois de ler o livro. Até lá neca de pitibiriba, como dizem os brasileiros do nordeste. A pessoa d link não leu o livro e só está incomodada pelo facto de o José Mári de ter dedicado 4 páginas na ler. 4 páginas eu escrevo quando gosto muito de um livro, podendo este ser bom mas não necessariamente genial. Quando é possível estender-me das 7 às 9 ou 10 embora não o deva fazer porque ninguém aguenta. Assim, a ver vamos.

Claudia Sousa Dias disse...

ainda não li o anterior.

Um Jeito Manso disse...

:-))

fallorca disse...

Claudia Sousa Dias,
ja tens avença do grupo Porto Editora?

Claudia Sousa Dias disse...

Fosga-se...quem me dera...! Nem da PE (chateia-me a mania de colocarem cisas com o AO90) nem da Leya. Não. Nunca sou paga por aquilo que escrevo. ou melhor nunca fui, nem sei o que isso é.

Claudia Sousa Dias disse...

E escrevi durante oito anos, semanal e religiosamente artigos de recensão/crítica literária para o mesmo jornal local nesse regime. Até começarem a ocupar o eu espaço com anúncios publicitários, meninas nuas ou alguém influente a quem tivessem de pagar um favor com protagonismo. De maneira que desisti.

Cristina Torrão disse...

"Venho para te cortar os dedos em moedas pequenas e com elas pagar ao coração o mal que me fizeste."
Não posso dizer que a isca me atraia...

fallorca disse...

:)