18 de abril de 2012

Às vezes, lá calha...




«O silêncio, como o sal, é de uma leveza só aparente: na realidade, se deixarmos que o tempo o humedeça, começa a pesar como uma bigorna.»
(Guadalupe Nettel)