23 de maio de 2010

Às vezes, lá calha...

«Comia uvas e lia horas seguidas no fresco da taipa e da telha vã, até que o burburinho das vozes me chegasse convidando a mergulhos; a leitura foi, depois disso e durante décadas, uma evasão fantástica. Só muito mais tarde, quando senti necessidade de me proteger, descobri a eficácia matemática do tricot.»

4 comentários:

Ana Cristina Leonardo disse...

uma ruindade e peras...

fallorca disse...

Correctamente pontuada ;)

N. disse...

andei aqui mais de meia hora (tu fartas-te de linkar, fallorca)a tentar perceber de onde tinha tanta gente aparecido no meu blog via nemsemprealápis...(vi agora no sitemeter)
;-)

fallorca disse...

:P