31 de maio de 2010

Breve interlúdio musical

9 comentários:

ZMB disse...

Lí em qualquer lado há pouco tempo alguém dizendo que era ateu. Só fazia duas excepções, uma era o Leonard Cohen. Ole Leo!

benjamim machado disse...

o álbum gravado com o philip glass está muito, muito bom. quando passar uma vez mais por portimão, se eu cá estiver, arranjo-lhe uma cópia, se quiser, claro.

um abraço

fallorca disse...

ZMB, exacto.
benjamin machado, durante os próximos dias estarei visível pelo Pedro's, junto à lota de Armação; pelo Clube Naval de Portimão ou no Pote Cheio, ao jantar.
Terei todo o prazer em conhecê-lo

benjamim machado disse...

o clube naval ainda sei onde é, fui lá beber um café uma vez, o pote é que já não. procuro. também eu teria muito gosto em conhecê-lo, mas às vezes as apresentações são um pouco estranhas, as pessoas ficam constrangidas. bom, logo se vê. entretanto, gravo-lhe o cd.
abraço

fallorca disse...

E por que hão-de ser constrangidas? Aparecerei tal como me encontrar, não me vai pedir que esteja com um flor no bolso da camisa, espero ;)

benjamim machado disse...

nos dentes (eheheh). não, nada disso. é que "sou um homem de poucas palavras" como diz uma personagem do vian, e isso, por vezes, complica as apresentações - claro que se houver medronho à mistura tudo acaba por correr de maneira diferente.

até lá, então. abraço

fallorca disse...

Almocei uma sopinha (Blues) no Naval; apanha-me facilmente à hora que as gaivotas saem da escola na esplanada junto à lota de Armação.
Venha o CD ;)

benjamim machado disse...

caro jorge fallorca,

ainda não tive tempo para me dirigir a esse barco onde servem sopas de alface com cubos de gelo, mas se me disser uma hora para amanhã, farei os possíveis para ir lá entregar o cd. fico à espera de indicações.

abraço

Anónimo disse...

Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu