17 de julho de 2012

Porque a Net fornece um novo dia

4 comentários:

Táxi Pluvioso disse...

Faz lembrar aquela antologia da poesia concreta portuguesa, da qual só me lembro do Silvestre Pestana, cuja contribuição era um balão. boa semana

fallorca disse...

Já não o vejo desde os idos das primeiras Bienais de Cerveira. Foram umas ondas do caraças ;)

a. disse...

gosto muito disto

fallorca disse...

;)