28 de janeiro de 2012

Às vezes, lá calha...

«A existência do escritor, dizia monsenhor Della Casa, é um estado de guerra.»
(Claudio Magris)