24 de janeiro de 2012

Nem sempre a lápis (256)

Puxei do moleskine e da caran d’ache para anotar o nome alemão da gaúcha do Rio Grande do Sul que me vai estrear como avô: Seyboth Mallmamn (Santos Silva Fallorca, acrescentei emocionado). E o gesto, a atitude  fez-me sentir tão antigo, tão cultura ocidental europeia.

19 comentários:

jm disse...

Olá Jorge!

:) Felicidades para a pequena!

margarete disse...

permita-me: que avô tão charmoso

parabéns pelo neto (ou neta) :)

CCF disse...

Muitos parabéns! Há que pensar na travessia do Atlântico :)
~CC~

fallorca disse...

Obrigado a todos. Não me via nestes «assados» há 35 anos :)))

(especialmente para a margarete: faz-se o que se pode e a fotógrafa ajuda, fiufiu...)

salamandrine disse...

ena ena! Parabéns flâneur :DDD

fallorca disse...

Topa o pin ;)

MCS disse...

Eia, parabéns, vovó!

fallorca disse...

Mainada ;)

F disse...

A baba que escorre pelo texto do post contradiz o pin.

Parabéns!

fallorca disse...

A contradição é uma arte :P

Carlos Azevedo disse...

Muitos parabéns! :-)

Carlos Azevedo disse...

(vovô, Marco, vovô, ehehehe :-)

Sininho disse...

Muitos parabéns!!!

Aposto que vais ser um avô cheio de histórias para contar.

Um abraço.

imo disse...

Parabéns!

fallorca disse...

Cada comentário vosso é mais um par de asinhas nos meus pés :)

Cristina Torrão disse...

Então, aqui vai mais um par, vovô:
Parabéns :D

fallorca disse...

Vruuummm... :)

Ana Cristina Leonardo disse...

fallorca, vem aos barços de uma avó!

fallorca disse...

Vou já!