22 de dezembro de 2010

Papiro do dia (15)

«ÉVORAMONTE, 24DEZ74
O natal. O natal é a estação do ano mais bonita. Da que eu gosto mais. No natal tem frio, amizade... Eu gosto muito do natal. No natal tenho medo. O sol é que tem a culpa. Eu não. Nem as flores do natal, assim. Come-se. No natal há: chá bagaço pãozinho quente açorda erva manteiga tambores viski lenha papagaio água vela rádio marrueco alecrim almofada chuva vento ácido tesão gasolina chouriço costela de porco brazinhas a arder flauta pirum (falam) esquentamento sinos no castelo amizade e muito calor. Eu acho que é a estação mais quente do ano. Você acha que não? Também acho que V. acha que não. É a estação do ano mais verde, o natal. A gente fuma fuma fuma à lareira e põe a perna no tesão. À procura da perna. No natal eu sinto uma coisa a roer cá por dentro de tanto amor. Eu gosto muito do natal, das pessoas do natal - eu gosto muito de boa vontade. Aos homes. À lareira na terra.»
[Jorge Fallorca, A Luva In Love, 1977]

5 comentários:

Nuno Monteiro disse...

Ó Fallorca, não sei se a propósito do seu post, mas assumamos que sim, ora tome lá: http://www.youtube.com/watch?v=ZUJts90HIHc

Kássia Kiss disse...

"Eu acho que é a estação mais quente do ano" - principalmente quando entra em cena o nosso Pai Natal favorito ;)

Bem, depois de ler este texto/poema, só me ocorre uma frase: Sai da Frente!!!

fallorca disse...

;)

fallorca disse...

Obrigado, Nuno. Quando vi a capa do LP lembrei-me dos meus tempos na rádio. Sabe que esse tema vinha com a «indicação» para não ser passado/difundido?

nuno monteiro disse...

Também pensei que se lembrasse dele... não tem de quê!