17 de junho de 2011

Perder teorias

«A “intertextualidade” (escrita assim, entre aspas).

As ligações com a grande poesia.

A escrita vista como um relógio que avança.

A vitória do estilo sobre a trama.

A consciência de uma paisagem moral nociva.»

[Enrique Vila-Matas, em breve na Teodolito;
A Costa das Sirtes]

8 comentários:

moço disse...

Ah, isto está na Dublinesca, por outra ordem e por outras palavras :)

fallorca disse...

Por isso é que «Perder Teorias» (também) é um anexo de «Dublinesca», moço ;)

moço disse...

O Vila-Matas tem mais anexos que uma casa de putas, graças a deus (não-sei-quem disse algo parecido, mas acho que sobre o coração dos homens) :)

fallorca disse...

Mais uma teoria a perder :)

Areia às Ondas disse...

Há bolo por aqui? rsrsrs Parabéns!

fallorca disse...

Estou à espera. Obrigado :)

imo disse...

Gabriel García Márquez ;)e subscrevo inteiramente.

fallorca disse...

:P