15 de setembro de 2010

À mão de ler (83)

«Não é um abandono
é o meu próprio rapto.»
«Reincido numa arquitectura que privilegia as faltas.
Nesta dissidência, cumpro rigorosamente o teu desaparecimento.»
«Esta coisa de espantar. O medo, a raiva, o medo.
O medo. Tu dirias: o passado.»
[Marta Chaves a ler e a dar a ler ao Miguel Martins, no Bar na Cave, à noitinha...]

4 comentários:

Kássia Kiss disse...

Bonito!

"O medo... o passado"...

fallorca disse...

Este livro é uma preciosidade

fallorca disse...

E mais (tirando o Miguel, 1.ª foto), se reparar bem poucas/os se atreveram a aproximar-se da fasquia dos 40.
Quem foi que disse e escreveu que a poesia não se encontra em boas mãos? Quem?

Anónimo disse...

O Bar agradece.
Abraço,
MM