17 de setembro de 2010

À mão de ler (84)

«Os ocidentais parecem esquecer que a sua história e o seu passado recente não os autoriza a dar lições a ninguém: conviria recordar, aos que denigrem sistematicamente o Islão, que no seu âmbito nunca houve Inquisições sangrentas como as nossas, nem o genocídio de populações inteiras como as dos índios americanos, nem extermínios à Hitler, nem emprego de armas mortíferas como a de Hiroshima.»
[Juan Goytisolo, De la Ceca a la Meca, Alfaguara 1997;

4 comentários:

Kássia Kiss disse...

É sempre bom lembrar ;)

fallorca disse...

É malhar em ferro frio, «ciganices»...

Nuno Monteiro disse...

Nunca vi, à venda neste meu pequeno país, livros deste autor. Pode bem acontecer de eu os não saber procurar, ou pode ser também porque viva no interior, em terra ingrata e cada vez mais ostracizada, enfim, pode ser, mas a mim, a mim mais me parece que o senhor não é do cânone literário que grassa e quando leio excertos como os que aqui foram deixados, mais certezas eu sinto, ao hino e à bandeira porque esse senhor no mínimo é um bandoido, eles dirão.

fallorca disse...

Nuno Monteiro, se ainda não foram parar à guilhotina (por óbvias razões de espaço) e se der ao trabalho de pesquisar nos alfarrabistas (de capa e lombada ou virtuais), que eu saiba, há pelo menos um título:
«Reivindicação do Conde Julião», trad. de Pedro da Silveira, Publicações Dom Quixote, Lisboa, Fevereiro de 1972