1 de agosto de 2011

Às vezes, lá calha...

«… saboreia estes parágrafos, leitor, e não deixes que a sofreguidão de tudo compreender confunda o que é simples e tolde o prazer doloroso desta leitura.»

2 comentários:

R disse...

Adorei!

fallorca disse...

O prefácio? Então imagine o livro, «Nas Trevas Exteriores»